Brunno Elias

Atividade física, bem-estar e um pouco mais (ou não…)

Archive for the ‘Qualidade de vida’ Category

Estudo conclui que exposição a fast-food deixa pessoas impacientes

Posted by Brunno em 1 de Abril de 2010

Fonte: Portal da Educação Física.

Criadas para economizar tempo, as redes de fast-food – restaurantes que geralmente vendem o kit hambúrguer, refrigerante e batata frita – estão tornando as pessoas mais impacientes, mostra um estudo realizado pela Rotman School of Management, no Canadá.

Segundo os pesquisadores, a simples exposição a símbolos ligados ao fast food, como o logotipo de algumas lojas, pode fazer com que as pessoas passem a procurar produtos que as façam economizar tempo. A pesquisa também mostra que essas pessoas ficam com menos vontade de economizar dinheiro.

“Fast-food representa uma cultura de eficiência de tempo e gratificação instantânea”, diz o cientista says Chen-Bo Zhong, que publicou sua pesquisa na revista científica “Psychological Science”.

“O problema é que a meta de economizar tempo é ativada quando há exposição ao fast food, e isso acontece independentemente da importância de se economizar tempo. Um exemplo: andar rápido é importante quando alguém está tentando chegar a um compromisso, mas é um sinal de impaciência quando se vai fazer um passeio ao parque”, afirma.

Símbolos

Em um dos experimentos, os pesquisadores mostraram de forma rápida símbolos de lojas de fast-food. A exposição, de milissegundos, foi tão curta que as pessoas submetidas à pesquisa não puderam saber conscientemente do que se tratava.

Os estudiosos perceberam que quem viu os símbolos passou a fazer as tarefas seguintes de maneira mais apressada do que o grupo de controle – as pessoas que não foram expostas às marcas. Observar temas relacionados ao fast-food também fez com que as pessoas ficassem mais relutantes a economizar dinheiro.

Outra experiência mostrou que quem se lembrou de alguma ocasião em que comeu fast-food logo em seguida preferiu adquirir produtos que o fazia ganhar tempo, como xampus “dois em um”.

Anúncios

Posted in Ciência, Qualidade de vida, Saúde | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Acelerando o metabolismo

Posted by Brunno em 1 de Abril de 2010

Estive pensando em como facilitar a compreensão das pessoas sobre as atitudes que colaboram na aceleração do metabolismo. Ao invés de explicar fisiologicamente como esse “boost” nas funções corporais implicam em maior gasto energético que o comportamento sedentário, procurei identificar quais eram as bases desse desejado efeito. Para tanto, me lembrei das atitudes dos atletas que tive contato na época que era moleque criança, em nossa equipe de ciclismo. Somei a isso as informações científicas disponíveis sobre o assunto, e cheguei a uma base surpreendente: coma, durma e se movimente. Simples assim!

Comer
Na verdade o correto é coma mais, mas não em quantidade de comida e sim em número de refeições. A oferta constante de alimento acelera o metabolismo, facilitando o dispêndio calórico e mantêm o organismo abastecido com energia. O ideal é ter de 4 a 6 pequenas refeições ao longo do dia, ao invés das 3 refeições socialmente estabelecidas. Após sua curta boa noite de sono, quando o metabolismo caiu drasticamente, comece o dia com uma boa refeição, não pulando o café-da-manhã.

Dormir
Falta de sono atrapalha o consumo de calorias e a realização de suas atividades diárias. As funções orgânicas necessitam de sono, assim como o corpo como um todo precisa desse período de recuperação. Eliminar essa atitude colabora para decréscimo no dispêndio calórico, que leva a desaceleração do metabolismo. Pense bem antes de trocar sua noite de sono de qualidade por uma balada.

Movimentar
O movimento gasta calorias. A manutenção de músculo, ou massa magra, está imbuída de gasto calórico constante ao longo do dia. Com isso em mente, busque movimentar-se constantemente: caminhe no trabalho, ou no trajeto dele, troque atividades sentado pelo ato de se levantar e outras atitudes. Atividades simples, como caminhada, corrida e pedalar colaboram para o aumento do metabolismo. O trabalho com pesos mantém e aumenta a massa magra, colaborando com o metabolismo acelerado ao longo do dia.

Agora ficou simples. Quer acelerar o metabolismo, então coma, durma e se movimente. Esse tripé sustenta seu organismo ativo.

Bom treino!

Posted in Qualidade de vida, Saúde | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Conferência Regional do Esporte

Posted by Brunno em 23 de Março de 2010

Na próxima quinta, dia 25/03, acontece em Campo Grande a Conferência Regional do Esporte. O evento tem o objetivo de estabelecer as ações e metas que formarão a base para o Plano Decenal do Governo Federal na área de esporte e lazer.

Em Campo Grande o evento acontece na UNIGRAN Capital (r. José Antônio, 1.140, bairro São Francisco) e é aberto a interessados em discutir as 10 linhas estratégicas do plano. A partir das 8h todos estarão reunidos e abertos a discussão para a elaboração do plano local que será levado para as próximas fases da conferência.

O site do Ministério do Esporte disponibiliza mais informações sobre o evento.

Cada linha estratégica tem um mediador, e estarei conduzindo as discussões na linha 4, Esporte, Saúde e Qualidade de Vida. Espero todos lá!

Posted in Qualidade de vida, Sem noção | Leave a Comment »

Uso de protetor solar, parceiro da saúde diária

Posted by Brunno em 11 de Março de 2010

Uma excelente reportagem publicada no site GI Notícias informa que o brasileiro precisa gastar ao menos R$ 51,00 por mês para manter-se protegido do sol.

A matéria explica, com ajuda de dermatologistas, que o protetor deve ser usado diariamente, independente das atividades da pessoa. Ir ao trabalho já expõe ao menos o rosto ao sol, e a incidência crônica de raios solores pode levar ao desenvolvimento de problemas de saúde, como o câncer de pele.

Para quem pratica esportes sob o sol, o gasto investimento sobe, já que o suor exige reaplicação e a necessidade de proteção é maior. Deixe de associar o protetor à piscina e praia, e passe a usá-lo no dia-a-dia, como medida de segurança.

Mesmo trabalhando uma parte do dia em escritório faço o uso diariamente, e quando treino sob o sol infernal de Campo Grande, mais protetor é usado.

Leia a matéria na íntegra, com o título Proteger-se corretamento do sol custa pelo menos R$ 51 por mês.

Posted in Ciência, Qualidade de vida, Saúde | Leave a Comment »

Ninguém acredita, mas todo mundo lê

Posted by Brunno em 9 de Março de 2010

* Texo de autoria de Luiz Carlos de Moraes, publicado originalmente no site Portal da Educação Física.

Certa vez, num desses encontros de Educação Física que andei fazendo um dos professores passou um trabalho que falasse sobre os males que podem levar um sujeito a um infarto. Na época achei que falar disso de uma forma tradicional seria cair na mesmice. Aí resolvi criar um horóscopo mostrando as características de um canditado a enfartado simplesmente porque horóscopo ninguém acredita mas todo mundo lê e recomendações para uma vida saudável todo mundo sabe e poucos seguem. Ficou assim:

ÁRIES – Não acredite que o cigarro faz o coração trabalhar mais para levar mais sangue pelas artérias cada vez mais entupidas. Fume bastante. Além de ser charme soltar fumaça pra todo lado incomoda todo mundo você fica fedorento e ninguém chega perto. Só os outros fumantes.

TOURO –
Não ligue para essas pessoas que dizem que o álcool provoca depressão e afeta o funcionamento do coração. Bêbado é o maior “barato”. Enche o saco de todo mundo, ninguém enche o dele e bater em bêbado todo mundo é contra. Vão dizer que é covardia.

GÊMEOS –
Satisfaça a sua vontade de comer gordura animal todo dia. Arteriosclerose quando mata é bem rápido e você não sofre nadinha de nada. Vai direto para o céu. Não deixe de comer doces e aqueles cremes cheios de colesterol. Engorde bastante pra todo mundo ver que você não passa fome. Se ficar barrigudo não tem problema. Você faz parte da maioria e não chega aos 80 anos. Também, pra quê isso?

CÂNCER –
Cancerianos são pessoas de temperamento forte. Por isso, beba bastante café porque a cafeína acelera os batimentos cardíacos. Ignore as advertências que esse estimulante faz mal pro coração. Lembre-se. Você tem temperamento forte e se morrer de câncer não tem problema. É do signo.

LEÃO –
Os bem sucedidos na vida trabalham no mínimo doze a quinze horas por dia. Se não der para terminar a tarefa durante o expediente, leve trabalho para casa. O coração do leonino é muito forte e a família se quiser que espere. Férias? Nem pensar. Aproveite os feriados! Claro para trabalhar ou alguém pode assumir o seu lugar. Se a família encher o saco leve o “lap top” para a praia e trabalhe na barraca.

VIRGEM –
Você é uma pessoa bem relacionada e cheia de compromissos porque nunca diz não. Satisfaça sempre, os outros. Se por acaso você morrer do coração vai ter um velório legal. Todo mundo vai ficar falando: Puxa vida! Ele era tão bonzinho… Coitado!!!!

LIBRA –
Jogue em todas as posições. Participe de todas as reuniões, conferências e aceite ser síndico do seu prédio. Quer coisa melhor do que isso? Não perca tempo com cardiologista. Seu coração tem quatro câmaras cardíacas. Se uma “pifar”, dá pra funcionar com três.

ESCORPIÃO –
Nunca faça refeições tranqüilas. Não é característica desse signo. Aproveite essas horas para discutir assuntos de trabalho. Se possível coma de pé no “boteco” da esquina para não perder tempo. É mais rápido, inteligente e você ainda fica com fama de gente simples.

SAGITÁRIO –
Esse negócio de passear com os filhos, andar tranqüilamente pelo parque, fazer exercícios é coisa de quem não tem o que fazer. Lembre-se de que muitos atletas morrem do coração e toda hora tem um no hospital.

CAPRICÓRNIO –
Não fique indeciso. Amar e ficar de beijinho pra lá e pra cá não faz bem para o coração. Tem muita gente por aí com “dor de cotovelo”. Capricorniano tem coração de aço bem temperado. Não sorria pra ninguém, muito menos para a pessoa amada. Mostre que você é durão ou durona. Ficar de mau humor melhor ainda.

AQUÁRIO –
Não delegue responsabilidade nem poderes a ninguém. As pessoas desse signo são altamente capazes e podem fazer tudo sozinhas. Desconfie de tudo e de todos. O mundo está cheio de “esperto”. O coração agüenta.

PEIXES –
Os piscianos costumam viajar muito a negócios. Quando isso acontecer viaje à noite para não atrapalhar o trabalho no escritório. Os amigos costumam pedir para trazer isso e aquilo outro de lá. Diga para eles que você não tem tempo de procurar. A viagem é de negócio e pronto. O máximo que vai acontecer é eles xingarem a sua mãe. Isso não faz mal para o coração.

Bom, eu não vou dizer a nota que tirei, mas parece que esse horóscopo continua atualizado. A obesidade afeta quase 60 milhões de americanos, está relacionada a 80% dos casos de diabetes, 70% das doenças cardiovasculares, 30% das pedras na vesícula, 40% dos cânceres na mama, 42% dos tumores malignos no intestino grosso e vai por aí. No Brasil os números são bem parecidos. Convenhamos, quem não se cuida compra passagem antecipada para o céu.

Para Refletir: Quando você achar que já é bastante experiente tome mais cuidado. Talvez esteja ainda no meio do caminho e ainda tem muito que aprender. Até os macacos caem das árvores.

Sobre a Ética: Deixe o covarde quieto que ele não incomoda ninguém. Se ficares cutucando-o com vara curta, de uma hora para outra ele pode ficar valente.

Posted in Qualidade de vida, Saúde | Leave a Comment »

Será que caminhar basta?!

Posted by Brunno em 12 de Janeiro de 2010

Com o início do ano, vêm as propostas/promessas que sabemos serem falhas: trabalhar mais, descansar mais, aproveitar a vida, viajar, perder peso… Como professores de Educação Física esse último pedido sempre chega aos nossos ouvidos, e normalmente proferido por algum amigo.

E no fim de 2009 não foi diferente, sendo que um casal de amigos ilustra bem a idéia que conduz esse texto. Estilo de vida sedentário, e numa brincadeira simples que pedia por corridas curtas seguidas de pausa, o rapaz do casal ficou tão pálido que por sorte (acreditem, eu me assustei com isso) tínhamos uma enfermeira no grupo (no caso de um ataque cardíaco…). Com a verificação do nível de atividade física baixíssimo, e a manifestação funcional da limitação cardiorrespiratória, o casal optou por começar em 2010 um programa de caminhadas.

Lógico que não foi tão fácil assim! A proposta inicial foi de frequentar uma academia por cinco dias na semana (proposta pelo rapaz), quando fiz a sugestão de começar por uma caminhada… “Mas eu quero que ele diminua a barriga de chopp”, disse a jovem; nesse momento o rapaz em dúvida perguntou “mas será que caminhar adianta?!”

Para isso cabe uma reflexão: casal sedentário, com preferência por programas passivos (ilustro com batata frita acompanhada de chopp num barzinho da cidade, preferencialmente todos os dias da semana). Costumo dizer sobre esses temas que um é melhor que zero, logo, fazer alguma atividade física é melhor que nenhuma. Como desfecho (até o momento), o casal caminha pelas manhãs (exceto quando aparece algo mais importante). Quando completarem 30 dias de atividade contínua, volto a escrever sobre isso.

Nesse momento aproveito a introdução da história desse casal para pedir aos Educadores Físicos (ou personal trainers, ou treinadores ou instrutores ou outra denominação) que sejam ativos em 2010. Ativos no sentido de optarem pela mudança do estilo de vida de seus clientes e amigos, as pessoas ao seu redor. Não basta que nós, profissionais da saúde, que temos a atividade física como ferramenta de trabalho, digamos a essas pessoas que “façam alguma atividade física” ou “entre numa academia”. É preciso analisar rapidamente as chances dessa mudança se efetivar. Existem pessoas que não gostam de academias e algumas que não gostam de musculação ou ciclismo indoor, mas podem gostar de atividades ao ar livre ou aquáticas. Nesse campo podemos atuar inclusive como consultores, selecionando e prescrevendo atividades nesse sentido, deixando o padrão de atividade física sistematizada por um modelo mais flexível e direcionado.

Então, volto a dizer o que disse para o casal da história. “Sim, nesse caso, caminhar adianta”.

Posted in Esportes, Qualidade de vida, Saúde | Leave a Comment »

Dieta no fim de ano, dá certo?

Posted by Brunno em 11 de Dezembro de 2009

Durante minhas visitas aos sites que acompanho, encontrei esse excelente texto, publicado por Juliana Garcia, no site Um Metrossexual. Já comentei sobre esse site aqui, a respeito do Gustavo Tijolo, e deixo a dica para adicioná-lo a seu Favoritos. Vamos ao texto!

Com a chegada do mês de dezembro, as pessoas começam a correr contra o tempo para entrar em forma para aproveitar o verão, e com isso encaram aquela dieta que durante todo o ano ficava para a “próxima segunda-feira” e lotam as academias malhando todos os dias para secar as gordurinhas extras.

É quase impossível manter uma alimentação leve, equilibrada e saudável nas festas de natal e ano novo, pois é bem nessas ocasiões que as pessoas acabam abandonando a dieta e podem colocar tudo a perder.

É possível evitar um estrago nessa época do ano (uma das mais gostosas por sinal!), principalmente para quem já vem mudando seus hábitos há alguns meses. É por isso que deixo aqui hoje algumas dicas para ajudar a manter os bons hábitos alimentares ainda que existam as tentações gastronômicas do natal:

* Mantenha o bom fracionamento da dieta ao longo do dia (inclusive nos dias de festas), sem pular refeições, porém fazendo lanches mais leves nos intervalos, como frutas, sucos ou barrinhas de cereal por exemplo.

* Deixe as tentações apenas para a hora da ceia e coma com moderação. Procure consumir verduras e alimentos mais leves como entrada das principais refeições para evitar o exagero no prato principal.

* Cuidado com as frutas secas dessa época do ano, como nozes, castanhas, avelãs etc. São alimentos com boa fonte de gordura vegetal monoinsaturada, que faz bem ao coração, porém é bastante calórica e pode contabilizar muitas calorias a mais no final do dia.

* Procure evitar refeições com alimentos calóricos ou gordurosos ao longo do dia para economizar nas calorias.

* Procure estar bem alimentado antes de ir aos happy hour ou festas de fim de ano, por isso tenha sempre uma barrinha ou fruta no trabalho para não chegar lá com aquela fome de devorar tudo que vê pela frente.

* Lembre-se de fazer escolhas mais saudáveis sempre que possível.

* Mantenha a freqüência de atividade física.

* Não passe vontade na melhor época do ano… Coma com moderação!!!

Posted in Qualidade de vida | Leave a Comment »

Barriguinha de chopp?

Posted by Brunno em 14 de Junho de 2009

homer

Passeando pela net (mais especificamente no weRgeeks) li um texto creditado à psicóloga Carla Moura. Segue abaixo o texto.

“Meninas de todo o Brasil, tenho um conselho valioso para dar aqui: Se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute! Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga.

Se for musculosa, torneada, estilo tanquinho , fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim. Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Se não, não presta. Esses são os verdadeiros homens que precisamos em nossas vidas, os gordinhos, que acabaram cultivando uma pancinha adorável, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais).

Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo por quê: Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma – e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os tanquinhos farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores e eu tenho dó das que caem.

Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudinhos pedem pra beber? Cerveja! Ou Coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco ou fanta-light. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodka com clight que trouxe de casa. E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação.

E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar. Você nunca irá ouvir um “ah, amor, Quarteirão é gostoso, mas você podia provar uma McSalad com água de coco”. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar.

Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará seu relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz.

Outra coisa fundamental: homens barrigudinhos são confortáveis! Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível!!! Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.

Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo. Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz!”

Só cuidado para essa barriguinha não contribuir para a instalação de alguma doença metabólica.

Posted in Qualidade de vida, Sem noção | Leave a Comment »

Atividade física e saúde na escola

Posted by Brunno em 7 de Junho de 2009

* Resumo da oficina apresentada na Semana Acadêmica de Educação Física (UFMS) 2009.

Palestrante:

Brunno Elias Ferreira, Msd. (Departamento de Educação Física; Faculdade de Medicina-Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste, UFMS).

A prática da atividade física tem sido orientada com vistas a minimizar os impactos do sedentarismo na condição funcional das pessoas. Dentre os dez maiores problemas destacados pela Organização Mundial da Saúde, cinco podem ser minimizados ou controlados pela prática de atividade física de forma rotineira: hipertensão arterial, colesterol elevado, sobrepeso e obesidade, sedentarismo e diabetes mellitus (WHO, 2009).

Normalmente a orientação para prática de atividade física parte de algum profissional da saúde que entra em contato com a população já doente ou em vias de desenvolver algum quadro metabólico ruim (NICOLAI et al., 2009), mas esse profissional não conta com os conhecimentos específicos da prática de atividade física. Essa orientação para a prática dificilmente será seguida ou será eficiente, como demonstrado por alguns estudos comportamentais (MAZZETTI et al., 2000; NICOLAI et al., 2009).

O trabalho com enfoque no desenvolvimento do indivíduo ativo e independente, com uso da informação sobre saúde e atividade física como ferramenta, pode evitar degeneração nas capacidades funcionais por causa de doenças não-transmissíveis e promover maior adesão aos programas de atividade física (FERREIRA et al., 2001). Seguindo essa linha, a escola se mostra o melhor ambiente para desenvolver essas características. A disciplina de Educação Física não tem tempo suficiente para promover condicionamento físico eficaz segundo diretrizes de órgãos como o Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACSM, 2007; HASKELL et al., 2007), mas pode educar seus alunos com informações acerca da prática de atividade física e sua aplicação como exercício físico.

Qualidades físicas como força, resistência muscular, capacidade e potência aeróbia e flexibilidade estão intimamente relacionadas com um quadro positivo de saúde (FERREIRA et al., 2001; FERREIRA, 2008). A manutenção ou melhora dessas capacidades auxilia nas atividades da vida diária e a prática de atividade física habitual dentro do padrão moderado promove a sensação de bem-estar e o conceito de qualidade de vida (SHIBATA et al., 2007).

A proposta de Educação Física escolar voltada para a educação promovendo a prática da atividade física e manutenção ou melhora da saúde é auxiliar o aluno a escolher ativamente entre as várias opções que a vida moderna oferece, de forma a incrementar seus níveis de atividade física. Formando um indivíduo crítico quanto à atividade física e o exercício físico será possível convencer as pessoas próximas (familiares, amigos…) a praticarem a atividade física (PALMA et al., 2006) como forma de cuidar de sua saúde e melhorar sua qualidade de vida.

REFERENCIAL TEÓRICO

ACSM – AMERICAN COLLEGE OS SPORTS MEDICINE. Diretrizes do ACSM para os testes de esforço e sua prescrição. 7ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

Ferreira BE. O conceito qualidade de vida inserido na atividade física: reflexão sobre concepções e evidências. EF Deportes, 13 (122), 2008.

Ferreira MS. Aptidão física e saúde na Educação Física escolar: ampliando o enfoque. Rev. Bras. Cienc. Esporte, 22 (2), 2001, 41-54.

Haskell WL; Lee I; Pate RR; et al. Update recommendation for adults from the American College of Sports Medicine and the American Heart Association. Circulation, 116, 2007, 1081-93.

Mazzetti SA, Kraemer WJ; Volek JS; et al. The influence of direct supervision of resistance training on strength performance. Med. Sci. Sports Exerc., 32 (6), 2000, 1175-84.

Nicolai SPA; Kruidenier LM; Leffers P; et al. Supervised exercise versus non-supervised exercise for reducing weight in obese adults. J Sports Med Phys Fitness, 49, 2009, 85-90.

Palma A; Ferreira DC; Bagrichevsky M; et al. Dimensões epidemiológicas associativas entre indicadores socioeconômicos de vida e prática de exercícios físicos. Rev. Bras. Cienc. Esporte, 27 (3), 2006, 119-36.

Shibata A; Oka K; Nakamura Y; et al. Recommended level of physical activity and health-related quality of life among Japanese adults. Health and Quality of Life Outcomes, 5 (64), 2007.

WHO, The. The WHO Global InfoBase. Disponível no: http://apps.who.int/infobase/report.aspx. Acessado em 27 de maio de 2009.

Posted in Ciência, Cursos, Qualidade de vida, Saúde | 2 Comments »

Relação entre consumo excessivo de refrigerantes e hipocalemia

Posted by Brunno em 2 de Junho de 2009

Fonte: Portal da Educação Física.

Médicos lançaram um novo alerta sobre o consumo excessivo de refrigerantes cola depois de detectarem um aumento no número de pacientes sofrendo de problemas musculares. A pesquisa será publicada no exemplar de Junho do International Journal of Clinical Practice.

“Nós estamos consumindo mais refrigerantes do que nunca e vários problemas de saúde relacionados a isso já foram identificados, incluindo problemas nos dentes, desmineralização dos ossos e desenvolvimento de síndromes metabólicas e diabetes,” explica o Dr. Moses Elisaf, da universidade grega de Ioannina.

Hipocalemia

As evidências agora indicam que o consumo excessivo de refrigerantes do tipo cola leva à hipocalemia, uma condição na qual os níveis de potássio no sangue caem, causando efeitos adversos sobre funções musculares vitais.

A revisão de várias pesquisas feitas sobre o assunto mostrou que os sintomas podem variar de fraquezas leves até a paralisia profunda.

Felizmente, todos os pacientes estudados apresentaram uma recuperação total e rápida depois de pararem de tomar os refrigerantes cola e tomarem doses de potássio por via oral ou intravenosa.

Exageros nos refrigerantes

Os casos pesquisados incluíram pacientes que tomavam de dois até nove litros de refrigerantes cola por dia, incluindo duas mulheres grávidas, uma das quais chegou a consumir sete litros de cola por dia, durante mais de 10 meses.

Em 2007, o consumo de refrigerantes alcançou 552 bilhões de litros em todo o mundo, o equivalente a 83 litros por pessoa por ano. As estimativas apontam para um consumo de 95 litros por pessoa por ano em 2012. Nos Estados Unidos, contudo, esse consumo atinge 212 litros por pessoa por ano.

Intoxicação com cafeína

Segundo os pesquisadores, a hipocalemia parece ser causada pela ingestão excessiva de três dos ingredientes básicos dos refrigerantes cola: a glucose, a frutose e a cafeína.

“O papel individual de cada um desses ingredientes na fisiopatologia da hipocalemia induzida pelos refrigerantes cola não foi determinado e pode variar em diferentes pacientes,” afirmam os pesquisadores.

“Entretanto, na maioria dos casos que analisamos em nossa revisão, a intoxicação por cafeína parece desempenhar o papel mais importante,” dizem eles. Contudo, a hipocalemia também pode ser causada pela frutose contida nos refrigerantes, que pode causar diarréia.

Análise Brunno Elias

A relação de consumo excessivo de refrigerantes (ou outra bebida com alta concentração de carboidratos) está associada com danos à saúde, inclusive com grande impacto sobre o aumento de peso corporal. Mas essa associação é com o consumo EXCESSIVO de bebidas desse tipo e baixo nível de atividade física. Não basta parar de ingerir essas bebidas, o mais efetivo é controlar o consumo e incrementar o gasto energético.

Posted in Ciência, Qualidade de vida, Saúde | Leave a Comment »