Brunno Elias

Atividade física, bem-estar e um pouco mais (ou não…)

Treinos de força e potência têm resultados semelhantes

Posted by Brunno em 5 de Janeiro de 2010

Com informações do Portal da Educação Física.

Para ganhar massa muscular, as academias geralmente recomendam treinos de força (musculação e exercícios resistidos são termos também aplicados).

Levantar cargas de alta intensidade (alto peso) ou realizar os movimentos rapidamente de caras menores aumentam a força e tamanho (hipertrofia) dos músculos da forma parecida, indicam pesquisas da Escola de Educação Física e Esporte da USP.

Para ganhar massa muscular, os treinadores geralmente recomendam treinos de força (cargas em torno de 70 a 85% do peso máximo que o praticante levanta, de 6 a 12 repetições). Porém, não é comum prescrever treinos de potência (cargas de 30 a 60% da máxima, de 4 a 8 repetições).

Em curto prazo estudos mostram que os resultados são semelhantes estatisticamente. Nos jovens acompanhados, o treino de potência fez com que a espessura das fibras musculares aumentasse, em média, 14% e a força, 17%. Já naqueles que fizeram o treino de força, o aumento foi de 24% e 22%, respectivamente.

Nos idosos com treino de potência, o crescimento foi de 3,9% e 33,8%. Nos que fizeram o treino de força, os músculos aumentaram 5,5% e a força 42,7%.

Segundo os pesquisadores, os resultados entre os treinos são estatisticamente semelhantes, não diferindo quanto as resultados para aumento do tamanho da fibra ou da força.

Com o exercício, as fibras musculares aumentam de volume, já que a tensão ativa a fabricação de novas proteínas dentro do músculo. Além disso, há crescimento da força do músculo estimulado.

Os dados com idosos foram obtidos em 2008, durante o mestrado da educadora física Lilian Walerstein, e os com jovens em 2006, durante o mestrado do bacharel em esporte Leonardo Lamas.

Lilian submeteu 56 idosos a exercícios por 16 semanas, e Leonardo, 29 jovens, por 12 semanas. Lamas retirou, com uma agulha (biópsia), amostras de fibras musculares dos jovens para avaliar o seu crescimento. Já Lilian utilizou a ressonância magnética para avaliar a hipertrofia.

Na prática, a aplicação de um ou outro método é indiferente, em curto prazo (8 semanas). A alteração de força ou potência durante o período de treinamento (macrociclo) pode ser importante para ganhos contínuos, já que com o tempo de treino vem a adaptação ao estímulo e a alteração do método pode ser mais eficaz que o aumento de carga.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: