Brunno Elias

Atividade física, bem-estar e um pouco mais (ou não…)

Archive for Setembro, 2009

Defesa do mestrado em Saúde

Posted by Brunno em 22 de Setembro de 2009

Dia 02/10/09 é o grande dia! Desfecho do projeto desses últimos 18 meses.

Informações no site do programa do mestrado.

OgAAAN8eOhDkhG3OJNTEbPTF4LLpvrBGNGaNPplj4pao05BZtbgu3tRR3K3ztqX3zulxGKT_dUCvBg6Nr9tDS4Q5HOkAm1T1UI9gythomsQQ9MJUULSPPKsoyeyd

Anúncios

Posted in Ciência | Leave a Comment »

Marketing pessoal no personal trainer

Posted by Brunno em 18 de Setembro de 2009

*Texto apresentado como avaliação na especialização em Wellnes: Saúde & Bem-estar.

O marketing pode ser entendido como um conjunto de ações para o desenvolvimento, lançamento e sustentação de um produto no mercado (MULLER, 2008). Esse conjunto ordenado de ações objetiva evidenciar ou tornar um produto atraente para o consumidor.
Para o personal trainer o marketing tem algumas diferenças das ações padrões usadas no mercado. A mais evidente é a individualização do marketing, sob a ótica do marketing pessoal.

Muller (2008) destaca que o marketing pessoal é baseado na imagem do profissional, exemplificando com artistas, políticos e atletas. Com o marketing se evidencia as qualidades do profissional, mas também é possível que a imagem se sobressaia, mesmo que os benefícios ou qualidades não sejam mais tão importantes. No ensaio construído por Bossle (2008) é considerado que o personal trainer surgiu como um modismo na década de 1990 no Brasil. Se tornou uma das principais áreas de atuação no mundo do fitness e atualmente se baseia na associação da imagem com as qualidades do profissional. A autora ainda destaca que a grande vantagem do personal trainer é a transferência da responsabilidade dos cuidados com a saúde do indivíduo para o profissional. Acredita-se na qualificação do mesmo para oferecer um produto subjetivo de qualidade, que é a saúde e o bem-estar (BOSSLE, 2008).

Ainda na discussão sobre o marketing, Muller (2008) destaca um conceito tradicional da área, os 4 P’s. Esse conceito se baseia na simplificação das variáveis necessárias para a comercialização de um produto, que no caso é a atuação do personal trainer. O conceito original foi desenvolvido em inglês, mas existem os correspondentes em português. São elas:

– Produto (product): o que será oferecido no mercado. Especificamente sobre o personal trainer é a sua atuação. Devem-se analisar suas qualidades, deficiências e competência para corresponder as expectativas do cliente;

– Ponto de venda (place): local de venda do produto ou atendimento do personal trainer. Para esse profissional o ponto de venda é uma característica única, pois o profissional não precisa se basear em um local fixo (academia), podendo atender clubes, condomínios ou parques. A relação é que seu produto deve ser consonante com o local de venda (ex: em parques realizar exercícios como corrida ou ciclismo, e trabalhos de força com instalações locais ou aparelhagem móvel; relacionando o produto vendido com o local, diferindo de uma academia);

– Preço (price): gera-se um valor levando em conta os atributos positivos e qualidades, alcançando a competitividade;

– Promoção (promotion): colocar o produto em evidência, no personal trainer é o profissional. Baseia-se em várias relações de divulgação de trabalho, resultando no surgimento de vários clientes em potencial.

Como conclui Muller (2008), o marketing para o personal trainer potencializa o alcance de sua imagem em busca de novos clientes. Bossle (2008) destaca que a relação do profissional em questão com o cliente é uma inter-relação, que necessita de mediação responsável. Apesar da transferência de responsabilidades com a saúde e bem-estar, no sentido de promoção, essa relação não é unilateral. O marketing pessoal auxilia nessa relação, usando o profissionalismo nessa comunicação do personal trainer com o cliente, atuando na manutenção da clientela e na busca de novos clientes.

REFERÊNCIAS

BOSSLE, Cibele B. O personal trainer e o cuidado de si: uma perspectiva de mediação profissional. Movimento, Porto Alegre, 14, 01, 187-98, jan/abr, 2008.

MULLER, Antonio J. Personal trainer e seu marketing pessoal. EF Deportes, Buenos Aires, 13, 126, Nov, 2008.

Posted in "Des"categorizado | 1 Comment »

O profissional de Educação Física em nossa sociedade

Posted by Brunno em 1 de Setembro de 2009

*Post em comemoração ao Dia do Profissional de Educação física

A sociedade caminha em busca do profissional “amplo”. Apesar de essa afirmação ir contra vários comportamentos (inclusive o meu, de ingressar em especialização, mestrado e doutorado), ela ainda é válida. Vê-se a especialização das profissões, e na área da saúde cada vez mais a segregação no sentido de se entender muito bem cada aspecto da vida humana.

Tem-se o aspecto cognitivo, físico, social, espiritual e ambiental, e cada um deles com profissionais capacitados para atender de forma excelente seus clientes. Mas como fazer a integração desses aspectos?

É nesse ponto que o profissional de Educação Física está. Apesar de atender prioritariamente o aspecto físico e educacional, por meio do treinamento e da escola, esse profissional também atua integrando os aspectos da vida humana. E esse é o profissional “amplo”. Apesar de poder optar entre fisiologia do exercício, Educação Física escolar, reabilitação, treinamento esportivo e outras áreas de especialização, ele ainda é capaz de promover a qualidade de vida de forma integral.

Os aspectos apresentados anteriormente fazem parte da elaboração teórica da Organização Mundial da Saúde para entender a qualidade de vida em diversas culturas. Imagine as várias situações que o profissional de Educação Física se encaixa: pode promover o bem-estar atuando contra a depressão e ansiedade, indicado por um psicólogo, que também pode atuar somando-se ao processo educacional da Educação Física escolar; auxilia na reabilitação de pessoas lesionadas que passaram por um médico, trabalhando em conjunto com a fisioterapia; também atua por indicação médica com outros pacientes (doenças metabólicas…); auxilia pessoas que sonham com um concurso público que tenha prova de aptidão física, permitindo ao candidato atender os requisitos; atua no governo, cuidando de eventos esportivos e atividades de lazer para a comunidade. Esses são alguns campos de atuação lembrados em um momento de reflexão.

Apesar dos outros profissionais fazerem propaganda para a área de Educação Física, isso traz mais responsabilidades. É preciso que todos os profissionais da área entendam que sua atuação é vista com olhos atentos pela população, seja na área de treinamento quanto na área escolar. Dessa forma, ética, profissionalismo e constante atualização devem fazer parte do repertório do profissional de Educação Física.

Parabéns pelo Dia do Profissional de Educação Física e recebam a gratificação que é o reconhecimento da população. Sucesso para todos!

Coluna_comemorativa

Posted in Saúde | Leave a Comment »