Brunno Elias

Atividade física, bem-estar e um pouco mais (ou não…)

Poster no XV Congresso de Cardiologia de MS

Posted by Brunno em 9 de Outubro de 2008

Abaixo segue o poster já confeccionado para apresentação no evento, sendo o poster nº 6 com apresentação pela manhã do dia 17/10/08. O evento será realizado no Hospital São Julião, mais informações aqui.

Não sei como a imagem vai ficar em visualizações diferentes, já que o post é feito num widescreen grande! Na sequência vem o resumo aprovado no evento (sem a tabela).

 

ALTERAÇÕES GLICÊMICAS EM DIABÉTICOS TIPO 1 APÓS EXERCÍCIOS RESISTIDOS COM 65% DA 1RM

Brunno Elias Ferreira, Paulo Henrique Azuaga Braga. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

INTRODUÇÃO: O Diabetes Mellitus é uma doença crônico-degenerativa com recorrentes casos de hiperglicemia. O Diabetes Mellitus tipo 1 é associado a destruição auto-imune das células beta pancreáticas produtoras da insulina, responsável pelo controle da glicemia em níveis normais. Estudos mostram que o exercício físico pode diminuir a concentração de glicose circulante, mas sobre os exercícios resistidos nos diabéticos tipo 1 são poucos sobre os benefícios da atividade.

OBJETIVO: Analisar as alterações glicêmicas em diabéticos tipo 1 após uma sessão completa de exercício resistidos.

METODOLOGIA:

Sessão – A sessão de coleta foi precedida por seis sessões para adaptação aos exercícios e ao local do estudo. Os exercícios utilizados foram puxada alta, cadeira extensora, supino reto guiado, leg press, mesa flexora, rosca bíceps direta, flexão plantar em pé e tríceps na polia alta. Foi adotado o método direto, com três séries para cada exercício e 10-12 repetições. A carga foi de 65% da 1RM, com protocolo de Bompa (2001) realizado na última sessão de adaptação.

Participantes – Seis diabéticos tipo 1 (38,7±2,3 anos, IMC 24,2±1,5 kg/m2, hemoglobina glicosilada 9±0,7% e 17,2±2,3 anos de diagnóstico de diabetes) moderadamente ativos (NAHAS, 2001). Foram obtidas liberações dos médicos para ingresso dos pacientes no estudo e também para a não utilização da dose insulínica daquele dia.

Coletas – Pela manhã em jejum. Foram administradas 70 gramas de carboidratos com índice glicêmico de 75 e depois realizado repouso por 40 minutos e iniciada a sessão. Foram três coletas (Tabela 1), sendo: jejum; glicemia após administração de carboidratos (GLIC1); e glicemia após os exercícios (GLIC2). As glicemias foram analisadas pelo glicosímetro digital MediSense Optium com fita MediSense Blood Glucose Sensor Electrode (Abbott Laboratories, UK).

Estatística – Média e desvio-padrão e teste t de student para amostras dependentes.

RESULTADOS: A GLIC2 apresentou queda de 22,2± 3% comparada a GLIC1, com p = 0,001 (p ≤ 0,05).

CONCLUSÃO: Existe queda aguda da glicemia após uma sessão de exercícios resistidos com 65% da 1RM.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: