Brunno Elias

Atividade física, bem-estar e um pouco mais (ou não…)

Archive for Junho, 2008

Não tenho tempo… Será?

Posted by Brunno em 9 de Junho de 2008

          É algo batido encontrar um colega e durante a conversa abordar o assunto atividade física, e normal também é ouvir “não tenho tempo”. Com a brecha, reflito: será que não tem tempo mesmo? Vamos desenvolver esse tema sobre duas bases – recomendações e matemática!

          As recomendações de atividade física / exercício físico podem ser resumidas em 30 minutos/dia durante cinco ou (preferencialmente) sete dias da semana. Nesse caso a modalidade é aeróbia (caminhada, corrida, ciclismo) com intensidade moderada, se traduzindo em um pequeno aumento na freqüência respiratória. Já os exercícios de força (musculação) devem ser feitos duas vezes na semana contemplando todo o corpo. Preferencialmente devem-se realizar três sessões na semana para melhores efeitos na força e massa muscular. Essas recomendações podem ser encontradas através do CELAFISCS (Brasil) e do Colégio Americano de Medicina Esportiva (Estados Unidos).

          Ainda sobre a realização da atividade aeróbia, pode ser feita de duas formas: direta ou intervalada (cumulativa). Matsudo (2005) publicou uma revisão de literatura com evidências mostrando que o acúmulo de tempo em exercício também conta. Dessa forma 30 minutos de caminhada podem ser feitos direto, em duas sessões de 15 minutos ou mesmo três sessões de 10 minutos. Os efeitos em percentual de gordura, relação cintura-quadril, potência aeróbia e peso corporal são os mesmos para intensidades submáximas nesse tempo. Vale deixar claro que isso não é milagre e os efeitos positivos não serão lineares com o passar dos meses em treino. As adaptações acontecem e o corpo não responderá da mesma forma a um estímulo que passa a ser baixo. Para se manter a qualidade da atividade é necessário o acompanhamento de um Educador Físico para as avaliações e supervisão das atividades.

          Com as formas de execução claras, façamos as contas! O dia tem 24 horas, totalizando semanalmente 168 horas. Vamos exemplificar com uma pessoa normal, casada, que trabalha 8 horas por dia. Com ela temos, semanalmente:
42 – 56 horas dormindo (6 – 8 horas por dia);
48 horas no trabalho (8 horas por seis dias);
3:30 horas de exercício aeróbio (sete dias por 30 minutos);
2 horas de musculação (três dias com 40 minutos em média).

          De acordo com o quanto essa pessoa dormir, ela ainda tem 58:30 – 72:30 horas de tempo livre para se divertir, ficar com a família e outras atividades. Segundo essas contas é investido apenas 3,3% do tempo semanal em atividade física.

          3,3% do seu tempo semanal, e ainda você pode parcelar essas 5:30 horas… Vai me dizer que não tem tempo? Vamos falar dos lucros: controle de pressão arterial, diminuição da gordura circulante e depositada, melhora do sistema cardiorrespiratório e muscular, melhoras subjetivas na auto-estima e relação social, maior qualidade do sono, menor uso de medicamentos, médico mais feliz com seus exames… e por aí vai. Lembrando ainda que a manutenção desse estilo de vida prolonga seu tempo com a família e melhora suas condições de realizar o que você gosta, seja qual for a atividade.

          Se você gosta de atividade física, pratique; se não gosta, faça por obrigação visando colher os benefícios. Agora, não venha me dizer que não tem tempo…

Posted in Qualidade de vida | Leave a Comment »

Aptidão física, atividade física e exercício físico

Posted by Brunno em 2 de Junho de 2008

          Esses três termos – aptidão física, atividade física e exercício físico – estão sempre presentes no cotidiano de atletas ou praticantes de atividades físicas com fins variados, mesmo que eles não saibam disso. Apesar da presença, não é sempre que se encontram claras as definições de cada termo. Vamos discuti-las aqui.

          Aptidão física pode ser entendida como adaptação ao ambiente, vista de duas maneiras: respostas a estímulos e prevenção a doenças advindas do sedentarismo. Na primeira é a capacidade do indivíduo realizar suas tarefas e responder a estímulos não previstos (atravessar a rua correndo, carregar as sacolas do mercado para casa…) com o mínimo de fadiga. Esse conceito está presente em várias dimensões ou qualidades físicas: capacidade aeróbia, força, flexibilidade, composição corporal. E também em qualidades físicas específicas para esportes, dimensões características de atletas.

          Atividade física é a execução de qualquer atividade que não o repouso. Pode ser definida como qualquer movimento produzido pela musculatura esquelética (voluntária) que resulte em gasto energético maior que o repouso. Dessa forma qualquer atividade que você realizar, o que leva a gasto energético, é atividade física: varrer a casa, pedalar, escalar, sexo, podar uma planta… O que difere é a intensidade ou tamanho do gasto energético que será atingido, e também qual a atividade e a duração dela.

          Já o exercício físico é uma parte da atividade física, diferindo no momento da organização. O exercício físico tem suas partes organizadas seguindo regras de prescrição de treinamento. Ele está focado em objetivo (s), logo tem controle sobre tipo, intensidade, duração e volume. Passa por avaliações periódicas e ajustes com a adaptação do praticante. E também deve ser acompanhado por um Educador Físico, único profissional habilitado a controlar essas características de qualquer tipo de modalidade.

          A capacidade de correr no parque por 30 minutos é aptidão física; a corridinha no parque por 30 minutos é atividade física; já a corrida no parque por 30 minutos, com freqüência cardíaca em 65 – 75% da máxima, na segunda semana de treino é exercício físico. São pequenas diferenças, mas muito importantes para alcançar seus objetivos.

Posted in Ciência, Esportes, Qualidade de vida, Saúde | Leave a Comment »