Brunno Elias

Atividade física, bem-estar e um pouco mais (ou não…)

O que é ácido lático e como é o sistema de tamponamento deste

Posted by Brunno em 21 de Maio de 2009

A definição de ácido é uma molécula com propensão a liberar íons de hidrogênio, resultando em alta concentração desses íons em uma solução aquosa. A contrapartida dos ácidos são as bases, moléculas capazes de se combinarem com esses íons e diminuir sua concentração (POWERS; HOWLEY, 2000).

Essas definições são complementadas por Powers e Howley (2000) pela demonstração do sistema que define o meio como ácido ou alcalino. O pH (concentração de íons de hidrogênio) do sangue arterial é 7,4. Se a concentração de íons de hidrogênio aumenta, provoca queda levando o pH abaixo de 7,4. Já se existe balanço positivo de moléculas de bases, o pH irá acima de 7,4 tornando o meio alcalino.

Essa alta concentração de íons de hidrogênio provoca alterações na velocidade e forma das reações químicas, funções enzimáticas e influência negativamente a integridade celular (POWERS; HOWLEY, 2000). Em atividades intensas de curta duração as fibras musculares do tipo II são as mais solicitadas, e nesse momento possuem baixo fluxo sanguíneo resultando em um sistema pouco eficiente no transporte de substratos (PEREIRA; SOUZA JR, 2007).

Durante o exercício são formados ácidos nos processos metabólicos, e dentre eles o ácido lático, um ácido orgânico, é de grande relevância para o treinamento físico (POWERS; HOWLEY, 2000). O ácido lático é formado a partir da via energética glicolítica, quando o ácido pirúvico aceita o hidrogênio e forma o ácido lático (POWERS; HOWLEY, 2000). A enzima lactato desidrogenase catalisa essa reação, liberando o ácido lático e trazendo o NAD funcional para a via glicolítica.

A alta concentração de ácido lático afeta o metabolismo durante o exercício físico, pois diminui o pH reduzindo a capacidade da célula muscular produzir ATP ou impedindo o processo contrátil, precisando de um sistema que o neutralize, chamado de tamponamento (POWERS; HOWLEY, 2000).

O tamponamento é realizado por um tampão, que é a associação de um ácido fraco e sua base. Os tampões intracelulares são formados por proteínas, grupos fosfatos e sistema bicarbonato. Eles são grupos ionizáveis que aceitam o hidrogênio e regulam o pH. Segundo Powers e Howley (2000), os tampões intracelulares se resumem a:

- sistema bicarbonato: converte o ácido forte em ácido fraco, e a base forte em base fraca;

- sistema fosfato: converte o ácido forte em fraco;

- sistema de proteínas: aceita íons de hidrogênio na presença de excesso de ácido.

Já os tampões extracelulares contam também com as proteínas, que existem em pequenas quantidades, mas são capazes de receber os íons de hidrogênio. Já a hemoglobina é seis vezes mais eficiente, pois ao se tornar desoxigenada é capaz de receber o hidrogênio quando o gás carbônico entra no sangue a partir dos tecidos. Já o sistema do bicarbonato representa o mais importante tampão corporal. Nele o bicarbonato recebe o íon de hidrogênio e forma o ácido carbônico, que se dissocia e forma gás carbônico e água, relação representada abaixo (POWERS; HOWLEY, 2000):

CO2 + H2O ↔ H2CO3 ↔ H+ + HCO3-

Esse sistema ainda é regulado pela respiração, na qual os pulmões precisam “expirar” o gás carbônico; e pelos rins, que reduzem a excreção de bicarbonato (mas esse sistema é lento e não é relevante para o exercício). Em resumo, o tamponamento inclui as seguintes ações (POWERS; HOWLEY, 2000):

Queda do pH: tampões intracelulares (proteínas celulares, fosfatos e bicarbonato); tampões extracelulares (bicarbonato com compensação respiratória, proteínas plasmáticas e hemoglobina).

sgob5REFERÊNCIAS

PEREIRA, B; SOUZA JR., TP. Metabolismo celular e exercício físico: aspectos bioquímicos e nutricionais. 2ª ed. Phorte: São Paulo, 2007.

POWERS, SK; HOWLEY, ET. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. Manole: São Paulo, 2000.

About these ads

Uma resposta to “O que é ácido lático e como é o sistema de tamponamento deste”

  1. [...] (baixa intensidade) estimula o fornecimento energético com rapidez, produzindo metabólitos (ex: ácido lático) e acelera o trabalho mitocondrial, já que na recuperação é necessário repor as fontes [...]

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: